Vale A Pena Gerenciar O Seu Próprio Servidor Web?

O que é um servidor web? Essa pode ser uma das principais questões ao hospedar um site ou serviço.

Afinal, ouvimos informações sobre os mais diversos tipos de servidores e, em última análise, precisamos fazer pesquisas mais aprofundadas para tomar uma decisão.

A ideia deste artigo é fornecer mais informações sobre servidores web, se sua empresa deve optar por instalar seu próprio servidor web e qual papel o Linux desempenha em toda a história. Então vamos começar?

O que é servidor web?

No campo da tecnologia da informação, um servidor nada mais é do que um computador (disponível 24 horas por dia), que armazena todos os dados em um site ou aplicativo online, e os fornece a outros computadores (clientes) via protocolo HTTP mediante solicitação (super Text Transfer Protocol) ou FTP (File Transfer Protocol).

Por sua vez, um servidor web é um produto de software que pode receber solicitações HTTP de clientes para respondê-las posteriormente. Para implementar um servidor web, as empresas podem optar por instalar software gratuito ou dedicado – discutiremos isso mais tarde.

Em suma, o servidor web é responsável por armazenar e transmitir dados entre outras máquinas para garantir que a troca de informações seja realizada.

Imagine se não houver um servidor web, quando você digita uma URL (Uniform Resource Locator, ou endereço de site) no navegador Firefox ou Chrome, os dados são enviados, mas não são recebidos ou respondidos. Não consigo navegar na Internet.

Como funciona um servidor web?

A comunicação entre o cliente e o servidor web é feita de forma simples. Normalmente, a forma que os clientes usam para iniciar uma chamada é a URL, que é subdividida em três partes.

Consulte o exemplo de interação entre cliente e site: Neste caso, o URL “http://www.example.com/home.php” é composto por “http” que representa o protocolo, “www.example.com” como o domínio e “home” .php “, ou seja O nome da página.

É assim que o servidor da web interpreta o link. O cliente envia o protocolo para solicitar o arquivo “home.php” do servidor “www.example.com“, e então o servidor verifica a fonte da informação, encontra o arquivo e executa as instruções.

Se as informações não existirem, não estiverem acessíveis ou forem inseridas incorretamente, o servidor da web retornará uma mensagem de erro, como:

Erro 404 (não encontrado) – indica que a página solicitada não existe. Isso pode ser devido a um erro de digitação ou exclusão final da página;

Erro 403 (PROIBIDO) -A solicitação de notificação falhou, geralmente devido à falta de direitos de acesso.

Erro 401 (não autorizado) -Estas situações são semelhantes ao erro 403, mas não é uma falha, mas uma restrição imposta pelo próprio site.

Este erro geralmente ocorre em páginas de acesso privado que requerem dados de usuário e senha.

Vale A Pena Gerenciar O Seu Próprio Servidor Web

Vale a pena investir em um servidor web próprio?

É aconselhável alugar ou instalar um servidor web, pois os serviços de alojamento disponíveis no mercado apresentam várias limitações de recursos que não irão promover qualquer autonomia dos clientes na gestão dos seus próprios sites e acabam por causar problemas.

Possuir um servidor próprio significa ter total liberdade para administrar o site, o que significa que você é responsável por todas as decisões. Além disso, os recursos da máquina serão dedicados (não compartilhados), resultando em maior estabilidade e desempenho, tornando possível hospedar vários sites.

Mas o outro lado da moeda. Se você está familiarizado com a tecnologia e possui conhecimento técnico de sistemas operacionais e servidores, a tarefa pode ser mais simples do que quem não está familiarizado com o assunto.

No entanto, se você não tiver conhecimento técnico, escolha – pelo menos até se especializar – alugar um servidor em vez de criar um servidor você mesmo.

Portanto, além dos serviços prontos para o uso, também receberá suporte técnico. Além disso, é importante lembrar que o servidor VPS Linux pode atender a todas as suas necessidades – recomendamos que você leia este artigo antes de tomar uma decisão.

O que fazer para criar o seu próprio servidor web?

A implantação do servidor deve começar com a seleção do sistema operacional. Neste caso, o servidor Linux será sempre um excelente produto alternativo devido aos seguintes fatores:

Segurança: A comunidade de desenvolvedores Linux é bastante extensa, exceto que as permissões são geralmente limitadas a usuários root e administradores;

Estabilidade: Seu site ou serviço não pode ficar indisponível ou sofrer uma falha catastrófica. Mesmo se uma atualização crítica for realizada, não há necessidade de reiniciar o servidor Linux;

Código aberto: como há código-fonte gratuito, você pode personalizar o sistema Linux de acordo com suas necessidades.

Esse recurso levou até mesmo ao lançamento de muitas distribuições Linux, com foco nos mais diversos recursos.

Baixo custo: Como existem várias versões do Linux (gratuitas e pagas) no mercado, a empresa passou a ter mais opções de custo para análise. Comparado com o Windows Server, o Linux é mais viável.

Além de todos esses fatores, o servidor de gerenciamento também precisa estar familiarizado com o conhecido formato de linha de comando do formato de texto executado no Shell.

Linux Shell tem uma função muito poderosa, você pode dominar o conhecimento básico do sistema. Ao encontrar essas informações, você acha que está desatualizado ou não tem experiência em Linux?

Que servidores utilizar?

Para implantar servidores de alto desempenho no Linux, é altamente recomendável escolher os compiladores NGINX e HHMV (HipHop Virtual Machine).

Outra opção de servidor web amplamente utilizada por administradores é o Apache, que é o servidor mais usado no mundo. Assim como o próprio sistema Linux, o Apache é robusto, seguro, gratuito e estável!

Agora que você já sabe o que é um servidor web, como aprender a instalar um servidor web Ubuntu de maneira prática? Sem dúvida, será uma experiência muito rica para você começar a entender o assunto em profundidade!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *