Slow fashion o movimento para uma vida mais sustentável

Você já pensou em quais roupas deseja usar? Como são produzidos os materiais dessas peças? Em muitos casos, a resposta envolve nomes de países subdesenvolvidos e fibras sintéticas.

Pensando nisso, a slow fashion é um esporte que visa tornar esse processo mais localizado e sustentável. Quer saber mais? Continue lendo!

O que é slow fashion

O termo “slow fashion” pode ser traduzido como “slow fashion”. É um esporte que vai contra a produção em massa de roupas e o consumo exagerado e irresponsável.

Baseado na dualidade entre fast food e slow food, esse conceito é contrário ao conceito de fast food fashion, simbolizando grandes marcas que padronizam roupas em todo o mundo e são conhecidas pela produção industrial, impessoal e em massa.

Por outro lado, slow fashion é um movimento global que usa matérias-primas e mão de obra sustentáveis ​​e pequenas e médias produções para priorizar a qualidade à quantidade e localização.

O objetivo da slow fashion é reduzir o impacto da moda no meio ambiente.Além de promover o consumo consciente e uma produção mais humana e personalizada, também deve reduzir os canais de produção da roupa até o consumidor final, e prestar atenção a cada um no processo. Participantes.

Por que adotar o slow fashion?

No nosso ambiente atual, é cada vez mais necessário reconsiderar o consumo, porque quando o consumo é feito de forma irresponsável, pode levar à instabilidade do trabalho, degradação natural e muitas outras consequências, que muitas vezes podem ser ignoradas.

Eles tiveram um grande impacto no mundo, mas não chamaram a atenção. Por isso, a adoção de slow fashion pode reduzir esses danos: sabendo que todos os processos de produção da roupa (desde a confecção do tecido até a venda do produto final) foram pensados ​​e adaptados para uma abordagem sustentável e consciente, e você apoia e participa de uma abordagem mais humana O modo de consumo é melhorado e os danos à terra e à sociedade são reduzidos!

Slow fashion o movimento para uma vida mais sustentável

Como adotar o slow fashion

Saiba que praticar a moda lenta pode ser mais simples do que imagina! Por isso, veja algumas dicas para se adequar a esse movimento:

Conheça as marcas que você consome

Normalmente, as marcas que são boas em esportes lentos tornarão esse posicionamento público. Portanto, você pode encontrar essas informações na Internet e nas redes sociais!

Outra forma de entender o processo de produção da marca é conversar com os lojistas e vendedores. Claro, eles poderão informá-lo melhor sobre a particularidade da marca.

Priorize o local

Um dos principais problemas do fast fashion é o caráter global da produção: as matérias-primas vêm de um país, a mão de obra está localizada em outro país e o produto passa por vários locais antes de chegar à loja onde pode ser comprado isto.

Bens produzidos e vendidos no mesmo local não só contribuem para o desenvolvimento regional, mas também ajudam positivamente a aumentar o consumo ecológico e reduzir as emissões de carbono causadas pelo transporte, por isso é mais sustentável.

Compre o que já foi comprado

Comprar itens de segunda mão em brechós e bazares também é uma prática lenta. Ao consumir o que já é utilizado, evita-se a produção de novas peças, de forma que uma abordagem sustentável seja adotada e não afetada pela sociedade e pelo meio ambiente.

Além disso, não se esqueça de fornecer destinos adequados para as roupas que não são mais usadas: seja doando, vendendo ou descartando, as roupas ainda têm muitos usos!

Pratique a sustentabilidade além da ecologia

Ao contrário do que muitas pessoas acreditam, o desenvolvimento sustentável inclui não apenas questões ecológicas, mas também outros fatores.

Para a prática do slow fashion, também é importante garantir que a marca não explore o homem na produção e na prática do trabalho e, no sentido mais amplo, preste atenção à diversidade na produção, produção e divulgação do produto.

No slow fashion, menos é sempre mais

Na hora de escolher tecidos com boa qualidade para confeccionar lençóis, evitando materiais sintéticos como náilon e poliéster, que possuem plásticos em sua composição, também é possível adquirir produtos que tenham maior durabilidade e sejam compatíveis com o meio ambiente no processo de produção menos afetado.

Este é o primeiro passo para consumir roupas duráveis ​​e duráveis, o que facilita a redução do número de roupas necessárias para um guarda-roupa completo. Agora, tudo o que você precisa fazer é começar a usar uma moda lenta e se vestir de forma sustentável!

Marcas slow fashion

Para consumir produtos slow fashion, listamos algumas marcas nacionais que adotam slow fashion:

Psicotrópica: Essa loja é pequena e artesanal, perfeita para mulheres que gostam de estampas e roupas exclusivas!

Side B: Itens simples definem o estilo da marca e defendem a produção de roupas duráveis ​​e sustentáveis.

Toda Frida: As obras de Toda Frida são mais românticas, feitas no Brasil por meio de uma produção ecológica consciente.

Superfluous O valor agregado da mão de obra, a produção local e a atenção ao meio ambiente são os valores da prática da marca.

Boutique São Paulo Além de comercializar novos produtos produzidos de acordo com a slow fashion, a marca também pode ser usada com roupas usadas para valorizar as roupas usadas.

Veja também

unhas decoradas 2021

Unhas Decoradas 2021 – As Tendências para o próximo Ano

Unhas decoradas 2021 antecipa a moda, com as tendências para o próximo ano em exclusividade …

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *